Foto Reprodução.

Como atuar na Copa 2014?

Estamos no ano da Copa no Brasil e muitas marcas já começam a planejar como será a sua atuação durante o evento. Mas, antes de iniciar qualquer planejamento, é importante checar o Programa de Proteção as Marcas (PPM) lançado pela FIFA e também o Guia de Orientação Local (GOL) lançado pelos municípios (no caso, usarei o de SP como exemplo).

Separei os itens pelos principais tópicos e os resumi para que você possa ter uma noção do que pode ou não ser feito, quais as licenças e autorizações necessárias e tudo o mais. Mas, ainda vale a lida nos documentos citados acima tá? 🙂

 

  • Marcas

As marcas da FIFA, assim como palavras, títulos, símbolos e outras marcas relacionadas a Copa do Mundo são registradas no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) e portanto só podem ser utilizadas pelos patrocinadores do evento e parceiros da FIFA. São marcas da Federação Internacional de Futebol: FIFA, COPA DO MUNDO, COPA 2014 e BRASIL 2014.

Todas as denominações, imagens, emblemas, pôsteres, slogans, mascotes e músicas oficiais do evento são de propriedade intelectual da FIFA.

Qualquer empresa que não for patrocinadora do evento e utilizar qualquer um dos materiais da FIFA sem prévia autorização, pode ser acionada judicialmente.

*O uso editorial (em materiais jornalísticos) das marcas está autorizado.

 

  • Reprodução dos jogos

No Brasil, a Rede Globo é a detentora da licença audiovisual para a Copa do Mundo 2014 e é a única responsável pela transmissão do sinal para exibições públicas de qualquer partida destas competições.

Portanto, caso o seu estabelecimento deseje transmitir os jogos da Copa, será necessário obter uma licença da FIFA e da Rede Globo específica para a sua exibição, conforme a tabela abaixo:

tabela

As licenças devem ser solicitadas por meio do site www.exibicaopublicafifa.com.br, onde também estão disponíveis todas as informações complementares.

 

  • Áreas de restrição comercial

Segundo a FIFA, existem restrições comerciais ao redor dos estádios, são as chamadas “áreas de restrição comercial” que compreende o perímetro de 2km da arena e entra em vigência sempre, dois dias antes dos jogos e dura até o dia em que a partida ocorre. Neste perímetro fica proibida a distribuição de produtos, a realização de ações promocionais por não patrocinadores do evento, comércio de rua e atuação de cambistas.

Vale ressaltar que, as empresas localizadas dentro das áreas de restrição podem funcionar e ofertar seus produtos normalmente, desde que não haja nenhuma tentativa de associação do negócio a Copa para atrair clientes.

 

  • Marketing

É proibido realizar qualquer ação promocional vinculada ao mundial 2014 por empresas que não patrocinam a Copa do Mundo.

Todas as ações de marketing que visarem se beneficiar da visibilidade do evento, seja por meio de anúncios, comerciais, promoções, distribuição de ingressos ou uso das denominações do campeonato são consideradas “ações de emboscada” . Até mesmo campanhas criativas que sugerirem uma ligação com a competição serão consideradas ilegais.

*A utilização do calendário dos jogos para um fim comercial, seja de marketing, promoção ou publicidade está proibida.

 

  • Distribuição de ingressos

Qualquer tipo de promoção com ingressos (incluindo leilões online, sorteios e ações promocionais), exceto quando organizado por um Parceiro da FIFA geram associações indevidas com o evento e por isso, são passíveis de sanções legais.

 

  •  Produtos

Somente estabelecimentos autorizados pela FIFA podem fabricar e vender produtos com a marca Copa do Mundo 2014. Os artigos produzidos sem autorização serão considerados falsificados/piratas, sendo considerados ilegais, portanto, quem o produz é passível de medidas coercitivas.

Com tantas restrições, uma das saídas encontradas para os não patrocinadores do evento é participar de projetos de incentivo ao esporte ou do programa de decoração da cidade (que pode ser promovido por meio de concursos, oficinas culturais e eventos).  😉

Os detalhes de tudo o que foi explicado aqui e muito mais pode ser conferido nos documentos citados no início do post.